O Globo – Atento aos esquecidos O médico italiano Marco Collovati se dedica às doenças negligenciadas

Atento aos esquecidos

O médico italiano Marco Collovati se dedica às doenças negligenciadas

 

Com trajes que nem de longe lembram o padrão executivo — ele não dispensa o colar de sementes que ganhou de dançarinos peruanos —, o médico italiano Marco Collovati, de 44 anos, é criador da OrangeLife, empresa situada em Vargem Grande e pioneira no Brasil em diagnóstico rápido de doenças negligenciadas. Os testes desenvolvidos pelo médico aqui saem por preços menores dos que os do mercado, diz ele: o de dengue, exemplifica, custa US$ 1, valor dez vezes menor que o cobrado pela principal marca americana a trabalhar com produto semelhante.

Entusiasta das inovações tecnológicas, Collovati criou o Smart Reader, aplicativo que permite, em tempo real, detectar a existência de diferentes males quando se coloca uma gota de sangue sobre uma palheta acoplada a um smartphone.

Parte dos 50 funcionários da OrangeLife foram recrutados em sinais de trânsito do Recreio: Collovati abordava possíveis candidatos fazendo convites para entrevistas pela janela no carro. Queria contratar pessoas que residissem perto de sua empresa, porque “o tempo no trânsito entristece a rotina do funcionário”, acredita.

Sua postura humanista, inclusive nos negócios, diz, desenvolveu-se a partir do infortúnio ocorrido em sua chegada ao Brasil, na época da transição da moeda para o real. Ainda na Itália, ele trocou suas liras por cruzeiros, e, ao chegar ao país, acabou ficando com pouquíssimo dinheiro no bolso, o que o levou a morar na comunidade Pavão-Pavãozinho, em Copacabana. Lá, conheceu o bom jeitinho brasileiro de ajudar e decidiu proceder da mesma maneira.

Quando fundou a empresa e o que o motivou?

Leia mais: https://oglobo.globo.com/rio/bairros/atento-aos-esquecidos-8249131#ixzz4tZciQZa3
stest

Posted in: